A insatisfação não é exclusividade dos adultos. A vida está cheia de coisas boas mas também de situações difíceis que mexem com a nossa paciência. Com as crianças isso também acontece. O jogo que se perde, a nota que não saiu como o esperado, a tentativa de fazer alguma atividade que tenha dificuldade...

A  decepção faz parte do aprendizado humano e devemos ajudar a criança a lidar com isso desde cedo, para evitar que ela se torne um adulto que acha que tudo tem  de ser da sua maneira, ou  para que ela não desista das coisas pois em algum momento da vida não foi capaz de realizar algo.

Como a família pode ajudar

Ensinando a lidar com a frustração, orientando e apoiando.  É importante sabermos  como agir nesses casos afinal, apesar de tudo, aprender a lidar com a frustração desde criança pode servir para o seu desenvolvimento e para construção do equilíbrio emocional. 

Mantenha a calma e encontre uma forma de ajudá-la a solucionar a situação, entendendo-a ou tentando mudá-la. Por exemplo, se o problema foi um exercício de matemática que não conseguiu resolver, esclareça que ela precisa estudar um pouco mais. Se foi a perda em alguma competição, esclareça que não é sempre que ganhamos. Se as coisas não saíram como queria, ainda sim está tudo bem.  Entender que não precisa desistir ou desanimar quando algo dá errado é um conselho valioso.

Fazer tudo o que ele quer não é a solução

Entendendo que tudo pode ser de acordo com a vontade dela, crescer e se deparar com o mundo real poderá ser bem angustiante, tornando difícil até os relacionamentos sociais. Os pais, como adultos, precisam ter paciência para esperar o tempo que a criança leva para a aprender, pois cada um tem um tempo para entender as coisas. Agindo assim, você estará contribuindo para a autonomia da criança.